Quando entendemos o impacto da nossa existência na natureza, começamos a enxergar de forma mais ampla o que podemos fazer para que nossa estadia no Planeta seja mais saudável e harmoniosa, para nós e para a Terra.

Por volta dos meus 7 anos, a escola em que estudava realizou um projeto educativo sobre a preservação da água. A partir de então, eu lancei um olhar sobre a importância da minha existência na natureza e, alguns anos depois, quando escolhi cursar Biologia, entendi que tudo na natureza está conectado.

Tudo foi feito para funcionar em perfeita sintonia. Apesar disso, não podemos dizer que há sintonia na relação homem-natureza. Com o avanço da indústria e da tecnologia, a natureza sente os impactos e reage. Mas a responsabilidade não é somente da indústria, nós também temos participação em todo esse processo.

Quando consumimos alimentos industrializados e congelados, estamos alimentando uma indústria que explora diversos recursos e estimulando o uso exagerado de energia elétrica para manter os alimentos congelados (seja no supermercado ou em casa). Quando jogamos lixo no chão, principalmente plástico, muitas vezes não pensamos no destino que este lixo terá. Até mesmo ao descartar nas lixeiras… pra onde vai? Será que nos livramos daquele problema ou estamos causando diversos outros?

Para fazer nossa parte de forma saudável, tanto para nós quanto para a natureza, precisamos nos reconhecer como parte integral dela. Devemos buscar informações e ter um olhar mais crítico sobre a nossa realidade. Será que precisamos consumir tudo que a mídia nos oferece? Será que precisamos comer o que comemos todos os dias? Será que o que eu consumo, seja tecnologia ou alimento, tem algum impacto que eu não estou enxergando? Acredito que a maioria saiba a resposta para essas perguntas, mas o cotidiano muitas vezes nos deixa cegos. É por isso que escutamos cada vez mais o termo “sustentabilidade” ou “desenvolvimento sustentável”, pois essas são formas de tentarmos manter o desenvolvimento econômico e tecnológico reduzindo os danos à natureza.
Parece difícil, né? Nem tanto! Incluir em nossas vidas hábitos sustentáveis, pode ser mais simples do que imaginamos!

Fiz uma lista de 5 ações simples que podemos implementar em nossa rotina e que fazem a diferença na construção de um planeta mais limpo.

1- Reduzir o consumo de plástico
O plástico é um grande vilão para a natureza. Sua decomposição é quase eterna, por isso ele acaba indo parar no organismo de animais, principalmente nos aquáticos. Você pode adotar outras práticas tão simples quanto trocar o canudo de plástico pelo de metal!

  • Uma dica preciosa é ter um copo ou uma garrafinha sempre com você. Além de manter-se hidratado com mais facilidade e de forma mais econômica, você evita o uso de garrafas ou copos plásticos.
  • Já parou para pensar quanto plástico utilizamos quando vamos ao supermercado? Uma ótima saída são as ecobags. Compre a sua e leve quando for fazer compras!
  • Já ouviu a frase “Desembale menos, descasque mais”? Reduzir o plástico pode, inclusive, te ajudar a adquirir uma alimentação mais saudável! Escolha opções mais naturais, coma mais frutas e vegetais frescos ao invés de produtos embalados e congelados. Sua saúde e a natureza agradecem!

2- Economizar energia elétrica
Não é só pela conta de luz que devemos fazer isso. Gastamos muita energia elétrica sem necessidade e essa energia vem de usinas hidrelétricas, ou seja: também estamos interferindo no ciclo da água.

  • Desligue as luzes e os eletrodomésticos.
  • Vá de escada, faz bem para a saúde e economiza energia!

3- Economizar água
A água é a fonte da vida, por isso, várias outras dicas se encaixam aqui! Ao cuidarmos da água, estamos cuidando do início de tudo. Você se imagina em um mundo sem água? Impossível!

  • Tomar banhos menos demorados, desligar a torneira ao escovar os dentes e fechar o chuveiro quando não estivermos usando são dicas clichês, mas e se eu disser que o consumo exagerado de carne também tem impactos na água?
  • A indústria agropecuária é uma das que mais gasta água para existir. Para produzir 1 kg de carne bovina, é necessário de cerca de 15 mil litros de água. Já existem diversos documentários e pesquisas sobre a indústria agropecuária e a necessidade de reduzirmos o consumo mundial de carne! A verdade é que as pessoas consomem mais carne do que o necessário para uma dieta saudável. 

4- Andar mais a pé ou de bicicleta
Se você tem a possibilidade de ir andando ou de bicicleta para algum lugar, vá! Eu incluí esse hábito na minha vida e senti uma grande diferença. Ao mesmo tempo que você reduz a emissão de gases poluentes (emitidos pelos automóveis), você pratica exercício aeróbico, que previne doenças cardiovasculares e te deixa mais ativo!
Ou seja, todo mundo sai ganhando!
Caso não possa ir andando, opte por transportes coletivos.

5- Se você já faz tudo isso, converse com quem não faz!
Quando falamos em cuidar da natureza, muitas pessoas nos acham chatos, inconvenientes ou “fiscais da natureza”. Mas a verdade é que, quem acha tudo isso, muitas vezes não tem o conhecimento necessário sobre a relação sociedade x natureza. É comum encontrarmos pessoas céticas, que acreditam que não temos nenhum impacto na Terra e que a natureza está aqui para nos servir. Conversar e mostrar contrapontos é uma excelente atitude, que pode ter resultados incríveis. De pouco em pouco, de pessoa em pessoa, vamos reduzindo os impactos e vivendo melhor!

Quais são as suas dificuldades na busca por uma vida sustentável? Vamos conversar!