Com certeza você já ouviu falar ou já passou pelo processo normativo da nutrição, que se relaciona com prescrições de dietas restritivas. Ao invés de trazer o resultado esperado, com o tempo, essas restrições tornam as pessoas cada vez mais ansiosas, além de gerarem o desejo de comer aquilo que não se ‘pode’ comer. Ao longo dos anos, a indústria farmacêutica cresceu progressivamente, tornando-se um dos principais alarmes para o cuidado com a saúde.

A Nutrição Integrativa surge no cenário brasileiro como uma nova forma de compreender as ciências nutricionais, que vêm sendo estudadas há séculos. Sua área de atuação é voltada para o equilíbrio entre o corpo e a mente, mas visa, principalmente, o autoconhecimento e individualidade de cada pessoa.

É algo que vai muito além da alimentação. É uma busca para promover a saúde como um todo, com foco no bem-estar físico, mental, social e não apenas a ausência de doença. A saúde é o caminho e não a chegada, por isso, a NUTRIÇÃO INTEGRATIVA possui uma visão holística,  que resgata a humanização do comer, gerando novos recursos terapêuticos no atendimento nutricional. Nesse processo, além dos recursos bioquímicos, clínicos e antropométricos, são utilizadas técnicas de reconexão com a sabedoria do corpo.

Defende-se a ideia de que a relação com a comida deve ser harmônica e prazerosa, sem radicalismos, extremismos e padrões predeterminados. 

Existe sim uma dieta específica dentro da nutrição integrativa, mas com um abertura para o autoconhecimento. Vários mecanismos de dietas e protocolos podem ser usados, mas levando em consideração o momento e a situação que a pessoa está vivendo.

Há casos em que algumas dietas são consideradas ‘ideais’ mas existe também a opção que seria mais viável e que vai gerar mais adesão ao tratamento. O processo evolui através do equilíbrio, do estudo individual, de sugestões de novos cardápios e da análise de como o paciente está reagindo às mudanças. 

É muito importante que as pessoas conheçam o próprio corpo, com respeito e aceitação. O trabalho da Nutrição Integrativa é proporcionar esse autoconhecimento através da intuição, meditação, práticas corporais e respiratórias, originadas do yoga. Estimulando assim o desenvolvimento da autoeducação, autoestima, autocura, bem-estar integral, conquista de metas, objetivos e propósitos de vida.